in ,

5 atitudes simples que podem melhorar o relacionamento entre designers e clientes

Acredito que o relacionamento com o cliente seja parte importante no processo de criação de marcas e, na minha opinião, oferecer suporte ao cliente é uma das tarefas mais difíceis.

Para que o atendimento seja incrível temos que deixar de lado o nosso orgulho, e isso às vezes parece impossível por aqui.

Mas o fato é que uma das melhores qualidades que desenvolvi ao longo desses cinco anos como designer independente foi que a resiliência e a vontade de ajudar são habilidades importantes para o nosso trabalho.

Tornar a experiência do cliente agradável e mais leve fará seu trabalho mais fluido e consequentemente com menos “tretas”.

Inclusive, depois de uma mentoria incrível que fiz no ano passado, dentro do meu processo de trabalho eu incluí o “caderno das tretas” onde eu anoto todas os problemas que tive com trabalhos e clientes. Lá, além de ter registrado as “tretas”, eu me obrigo a colocar três soluções para que isso não aconteça nos próximos projetos. E tem funcionado bem por aqui.

Então, achei legal trazer para vocês 5 atitudes que eu pratico com meus clientes e que acredito que você pode tentar colocar em prática no seu trabalho:

Alinhe as expectativas

Traga o cliente para perto do projeto, explique como você trabalha, a forma como você lida com o projeto, prazos, o que está incluso e o que não está.

Deixe claro o seu papel e o papel dele no projeto de marca. Dessa forma, o cliente saberá exatamente o que esperar na entrega do projeto, evitando problemas futuros.

Na dúvida, pergunte

Caso tenha alguma dúvida ou perceba que algum ponto não está muito claro, pare tudo e pergunte, mesmo se estiver no meio do processo criativo.

Seguir no “achismo” é um perigo para nós, designers. Ter uma comunicação clara com o cliente é uma boa dica para aprimorar seu relacionamento com ele.

Inclua o cliente no processo

Compartilhe o projeto, mande “spoilers”, demonstre que você não esqueceu dele durante o processo de criação.

Dessa forma, o cliente começa a se sentir parte do projeto e entende a importância dele no processo.

Mostre empatia

Coloque-se um pouco no lugar do cliente para enxergar os problemas e as soluções através do ponto de vista dele.

Se você quiser ir além e exercitar ainda mais essa qualidade, confira o artigo que ensina como montar um mapa da empatia e utilizá-lo para se conectar mais com seus clientes.

Converse

Se sentir que algo não está bom, converse. Explique como as coisas funcionam. Quando encontrar algo que ajude, compartilhe.

Criar esse fluxo de comunicação com o cliente faz com que as informações transitem de maneira mais fácil até o momento da apresentação final do projeto.

E você? Como acha que pode oferecer uma melhor experiência para o seu cliente?

Escrito por Marina Hauers

Designer de Marcas e mãe da Helena, apaixonada por música, cinema e livros. Nas horas vagas tenta ser maratonista e gamer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…