in ,

3 vantagens de escolher fotos espontâneas para seus projetos

Ah, as fotos espontâneas! Tão especiais e cheias de naturalidade, elas refletem sensações, emoções e características bem diferentes de fotografias em que se faz uma pose.

Se você precisa de uma boa foto para seu projeto de design (o que é de praxe no trabalho dos designers, diga-se de passagem), os resultados podem ser bem melhores do que você imagina quando se usa a espontaneidade como artifício.

Aprenda mais sobre o assunto e veja como realmente faz sentido escolher esse tipo de foto, seja qual for o objetivo com o seu projeto.

O que é espontaneidade na fotografia?

Mesmo que sua aplicação faça parte do nosso cotidiano de uma série de maneiras, nunca é demais entender tecnicamente sobre o tema quando aplicado à fotografia.

Em geral, a espontaneidade é o resultado de ações impulsivas e/ou velozes sem premeditação ou estímulos externos. Em outras palavras, é a demonstração de um comportamento quando isso ocorre de maneira natural, sem ser forçado.

Quando você vai pregar um prego na parede, se errar o alvo e acertar seu dedo, a reação de puxar o dedo e sentir dor será espontânea. Você não precisou ensaiar para agir daquela maneira.

Quando se fala sobre fotos espontâneas, refere-se a imagens que tenham sido capturadas com a pessoa agindo de maneira natural, em uma arte que é para poucos fotógrafos.

A técnica, conhecida em inglês como “candid photography” (fotografia cândida, na tradução literal) existe desde meados do final da década de 1920 e início da década de 1930.

Geralmente, atribui-se como primeiro autor dessa técnica o Dr. Erich Salomon, que capturou desde imagens de pessoas da elite alemã em Berlim até políticos e diplomatas da região.

Por que as fotos espontâneas devem estar nos seus projetos?

Muitas vezes é difícil saber como tirar fotos espontâneas: quem é fotógrafo sabe disso. Logo, se há tamanho grau de complexidade técnica, certamente há benefícios por parte de quem utiliza esses materiais, como os seguintes:

1 – Ação em tempo real

As fotos espontâneas permitem a captura de ações de uma forma que não pode ser igualada por qualquer outra técnica, nem mesmo por eventuais modelos especialistas e experientes na área.

Não é possível, por exemplo, imitar o amor que se sente no momento do “sim” em um casamento, a euforia de converter o último pênalti na final de um campeonato ou mesmo o medo de quem acaba de se deparar com um leão na selva.

Assim como nós falamos sobre o formato RAW ao fotografar, que literalmente significa “cru”, as capturas espontâneas são cruas e verdadeiras, o que permite obter um aproveitamento muito melhor para aquela peça de design.

2 – Possibilidade de contar histórias

O design trabalha diretamente com o storytelling, que é o ato de contar histórias. Seja em um anúncio para redes sociais, uma propaganda de revista ou um outdoor nas ruas, muito além de uma composição gráfica, costuma haver uma história por trás.

Através do storytelling é possível se destacar da concorrência e conversar diretamente com o público-alvo, cuja receptividade àquela iniciativa tende a crescer e, consequentemente, trazer melhores resultados.

Quem sabe como tirar fotos espontâneas tem em suas mãos a possibilidade de construir histórias inteiras, que superam muito a dimensão em pixels, centímetros ou megabytes daquela composição.

3 – Forte apelo emocional

O design é uma área praticamente ilimitada. Há demandas por parte de empresas dos mais variados segmentos, de fast food a moda urbana, de planos de saúde a assinaturas de revistas.

Seja qual for o ramo do cliente, a emoção pode (e deve) ser usada como um artefato valioso, já que quebra o ceticismo e a padronização e se mostra como algo que realmente conversa com a pessoa atingida.

Como vimos anteriormente, emoções não podem ser copiadas, e as fotos espontâneas podem eternizar tais demonstrações, de modo que o sentimento transborde naquele projeto.

Ainda que não sejamos especialistas em linguagem corporal e expressões faciais, inconscientemente nós conseguimos perceber a presença de emoções reais, o que influencia diretamente em nosso comportamento perante ao que foi apresentado e, por extensão, no sucesso de uma iniciativa de marketing.

Não sabe como tirar fotos espontâneas?

São evidentes os benefícios de contar com essa técnica da fotografia em seus projetos, mas nem todos sabem como aplicá-la. Como vimos anteriormente, ela é aplicada, em sua essência, por poucos.

Isso, porém, não é um problema, pois aí encontramos um dos principais motivos pelos quais agências de design devem usar bancos de imagens profissionais: o acesso a materiais de altíssima qualidade em poucos segundos.

A iStock tem um banco com milhões de imagens, entre as quais é possível encontrar fotografias espontâneas perfeitas para o seu projeto, seja qual for o assunto de que ele trata.

Faça seu cadastro gratuitamente na iStock e tenha acesso às melhores fotos espontâneas para cada um de seus projetos. Com certeza, seus clientes ficarão bastante satisfeitos e os projetos serão cada vez mais valorizados!

Escrito por Guilherme Dantas

Fundador do Designerd, empreendedor digital, apaixonado por criatividade, carros, finanças pessoais e cinema. Arranhador profissional de violão nas horas vagas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…