in , ,

Design gráfico ou Web Design. Qual escolher?

Muitas vezes recebo por e-mail perguntas de pessoas que estão na dúvida sobre qual área seguir: Design Gráfico ou Web Design. Para alguns, a escolha é óbvia, mas muita gente ainda lida com a incerteza na hora de escolher o caminho profissional a trilhar.

Esse post tem como objetivo auxiliar aqueles cuja dúvida ainda persiste na cabeça: Design Gráfico ou Web Design. Qual escolher?

As diferenças

Enquanto o designer gráfico trabalhará pensando no físico, naquilo que será impresso, o web designer terá seu foco voltado ao virtual: o que será visualizado pelo usuário na tela do computador.

E é por isso que uma área difere tanto da outra. Em questão de criação, o designer gráfico tem uma medida maior de liberdade em suas peças, pois, como diz o ditado, o papel aceita tudo (ou quase tudo).

De certa forma, esse profissional é mais livre para criar, pois pode ir além do tradicional e desenvolver formatos diferentes para seus trabalhos de impressão, além de não precisar se preocupar tanto com o “peso” final do arquivo.

Isso não significa que o web designer é um profissional “engessado”. Existem muitos sites que fogem do padrão e surpreendem quem os visualiza. O problema está em COMO fazer isso.

O profissional que lida com web, além de pensar graficamente, necessita ter um raciocínio lógico: como a programação do site lidará com seu layout de forma correta, sem prejudicar o usuário?

Responsabilidade do profissional

Todo profissional de criação tem uma carga que precisa levar: a responsabilidade de não sujar o nome de seu cliente, seja uma pequena, média ou grande empresa. Mas, é justamente essa responsabilidade que é mais pesada nas costas do designer gráfico. Por quê?

Imagine que, por descuido, o arquivo que você enviou para a gráfica, que servirá como base para a impressão de, digamos, dez mil panfletos, está com um erro grave, como por exemplo uma imagem em baixíssima resolução. Pronto, a desgraça está feita. No mundo físico não existe ctrl+z, e o prejuízo é todo do designer.

No caso do web designer, apesar de ter um trabalho que também envolve uma boa medida de responsabilidade, seus erros são mais fáceis de serem corrigidos. Na maioria das vezes, basta substituir o arquivo no servidor e pronto.

É claro que um erro grave exposto em um site de grande veiculação também poderá significar um prejuízo enorme. Mas na maioria dos casos, o profissional de internet tem mais facilidade em corrigir seus erros.

Vocação

Para escolher corretamente a área que irá trabalhar, é preciso que cada um primeiramente consiga descobrir sua própria vocação.

Uma boa dica é prestar atenção no material que mais costuma admirar em portfólios alheios. Você se impressiona mais com cartões de visita, artes de embalagens e folders ou são os layouts de sites, blogs e lojas virtuais que mais lhe chamam atenção?

Além da vocação, é importante detectar qual área é mais prazerosa para você. De nada adianta trabalhar numa área que tenha vocação mas ache uma verdadeira chatice  Quando se consegue juntar as duas coisas – vocação e prazer – é sinal que a felicidade no trabalho pode chegar mais rápido do que imagina.

Mercado de trabalho

Não me arrisco a dizer qual área tem um mercado mais amplo, pois isso envolve uma pesquisa detalhada, com diversas variáveis envolvidas.

Mas, em ambas as áreas o profissional deverá procurar sempre a constante atualização e o destaque no mercado de trabalho. A proatividade é um requisito essencial, tanto para designers gráficos quanto para web designers.

Devido ao grande número de pessoas que se arriscam em tais áreas (muitas vezes sem ter o conhecimento mínimo para isso) o mercado se encontra hoje, infelizmente, à beira da saturação, sendo mais um obstáculo a ser vencido por aqueles que desejam ingressar nele.

Porém, que isso de modo algum sirva de desencorajamento aos que entram agora nesse mercado. É possível sim, com bastante esforço, ter o merecido destaque, seja como empregado, freelancer ou empresário. Seja como designer gráfico, web designer ou, quem sabe, ambos.

E você? O que lhe ajudou a escolher a área que atua?

Comente e ajude os novatos nessa importante decisão!

Escrito por Guilherme Dantas

Fundador do Designerd, empreendedor digital, apaixonado por design, marketing digital, carros, cinema, astronomia e física quântica. Arranhador profissional de violão nas horas vagas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…