in ,

5 cuidados que devemos ter ao usar ilustrações em nossos trabalhos

As ilustrações são bem legais para fugir um pouco do uso de imagens em seus projetos de design, o que cria um destaque interessante, capaz de chamar ainda mais a atenção daquele público.

Porém, a escolha precisa ser feita com bastante cuidado e atenção. Caso contrário, como diz o ditado, o tiro pode sair pela culatra, ou seja, os resultados serão o oposto daquilo que se esperava.

Nós separamos alguns dos principais cuidados para te ajudar quando for usar este tipo de recurso. Continue conosco para aprender algumas dicas simples e práticas, mas que farão toda a diferença nos resultados obtidos e até mesmo na sua remuneração em cada projeto!

Como escolher as ilustrações certas para seus trabalhos de design?

Guarde essas dicas com você. Assim, quando se deparar com aqueles projetos em que só uma ilustração pode atender o que procura, a escolha será ainda mais assertiva!

1 – Atente-se ao estilo da ilustração

Seja com o uso de lápis e pincéis analógicos ou digitais, é inegável que as ilustrações carregam fortemente o estilo de quem as criou, até de uma maneira mais intensa do que acontece com as fotografias.

Elas podem ser abstratas, isométricas, “à mão”, aquarela, em 3D ou de vários outros estilos, além dos traços e da personalidade que são acrescentados por cada artista, e é interessante pensar em qual opção melhor se enquadra ao seu projeto.

Quando se fala sobre um assunto sério e mais formal, pode ser melhor optar pelo realismo, enquanto propostas criativas e alegres costumam se dar bem com ilustrações intensas e repletas de cor, por exemplo.

Veja também: 5 tendências de ilustração para você explorar em seus próximos projetos

2 – Escolha as melhores cores para cada proposta

As cores servem muito mais do que apenas para chamar atenção. Elas carregam consigo um grande poder de persuasão, comunicação e interação. Assim como relacionamos psicologia das cores com fotografia, o mesmo se aplica às ilustrações.

Vermelho remete a amor e ódio, verde a crescimento e cura, amarelo à energia e criatividade, violeta a nobreza e espiritualidade, entre tantas outras associações que podemos fazer aqui.

Este é um assunto que merece ser tratado com mais profundidade, como fizemos em nosso artigo sobre teoria das cores. Vale a leitura para entender melhor como lidar com suas escolhas sobre as ilustrações.

Não se esqueça de que a correlação entre as cores e emoções é verdadeira, ou seja, esta é uma decisão que tem forte influência sobre os potenciais resultados de seus projetos.

3 – Considere se o projeto realmente precisa de uma ilustração

Ainda que seja uma alternativa bastante versátil, as ilustrações carregam consigo uma energia diferente das fotografias. Logo, pode ser que alguns projetos não sejam compatíveis com seu uso, o que iria contra a mensagem que se deseja passar.

Nós já comentamos em outro artigo algumas dicas para escolher entre fotografias e ilustrações, e é interessante pensar bem em suas decisões para que as propostas não fujam do planejamento, o que, inclusive, poderia chatear os clientes e fazer com que eles reconsiderem futuras contratações dos seus serviços.

4 – Lembre-se do storytelling (e aplique-o)

Por ter um potencial tão grande de personalização e por trazer consigo o estilo e a personalidade dos autores em um nível tão intenso, as ilustrações são perfeitas para contar histórias e auxiliar com o objetivo daquele projeto, inclusive de uma forma que as fotografias nem sempre podem.

Como os limites das ilustrações estão nas mãos de seus criadores, o que as permite atingir um nível lúdico diferenciado, aproveite a oportunidade para contar histórias e tocar o público com ainda mais assertividade.

Veja também: Como fazer storytelling com imagens? Saiba como escolher os recursos gráficos ideais para suas peças de design

5 – Não use ilustrações sem a devida permissão

Por último, mas não menos importante, você não pode se esquecer de que os direitos autorais das ilustrações funcionam da mesma forma que das fotografias e, na verdade, de todos os projetos criativos. Portanto, elas sempre devem ser utilizadas com a devida autorização.

Caso contrário, como vimos nos casos de quem se deu mal ao utilizar fotografias sem permissão, as penalidades podem ser bem grandes, capazes de manchar bastante a imagem, a reputação e o bolso de quem as utilizarem sem permissão.

Use e abuse das ilustrações para seus projetos de design!

Traços, cores e estilos são apenas alguns dos pontos que envolvem as ilustrações, uma arte que merece ser ressaltada por fazer com que o mundo seja diferente, mais criativo e interessante, a cada pincelada, rabisco, traço e pintura.

É claro que esse recurso não poderia ficar de fora dos melhores projetos de design, e mesmo que você não seja um ilustrador, felizmente pode contar com o acervo de ilustrações da iStock, que tem dezenas de milhares de opções (literalmente!) à sua escolha.

Faça um cadastro gratuito na iStock e aproveite todos os benefícios que um acervo de ilustrações profissionais tem a lhe oferecer. Assim, todos os envolvidos saem ganhando: você, os ilustradores, o cliente e o público-alvo dos seus projetos!

Guilherme Dantas

Escrito por Guilherme Dantas

Fundador do Designerd, empreendedor digital, apaixonado por criatividade, carros, educação financeira e cinema. Arranhador profissional de violão nas horas vagas.

Deixe uma resposta

Avatar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…