in

7 coisas que novos empreendedores e freelancers devem evitar

7-coisas-que-novos-empreendedores-e-freelancers-devem-evitar

Talvez alguns saibam, mas há mais de 2 anos, fundei a Timokids com alguns amigos. A Timokids é um aplicativo de histórias e jogos infantis que tratam de temas do dia a dia das crianças.

Nesses 2 anos, depois de vários erros e acertos e vendo alguns amigos  cometendo erros também, separei 7 equívocos e ilusões mais comuns para quem sonha em se jogar na vida freelancer ou que está começando um negócio.

Quer seguir uma carreira de freelancer ou criar uma empresa? Da uma olhadinha aqui então :)

1. Não pesquisar o mercado e concorrentes.

1-nao-pesquisar-mercado-e-concorrentes

Você precisa fazer muita pesquisa de campo para ver se realmente existe público para o que quer vender. Quantas pessoas estão dispostas a adquirir ou usar o seu produto?

Às vezes o mercado nem é tão grande assim e alguém chegou antes. E agora? Seu concorrente já é muito maior e come a maior parcela do seu mercado… Você vai precisar entrar nessa briga com muitas armas para ter chance de ter o seu espacinho também.

Isso não quer dizer que você não deva entrar em um mercado concorrido, mas… A resposta está no próximo ponto!

2. Não inovar ou buscar um diferencial.

2-nao-inovar-ou-buscar-um-diferencial

O core, a fonte de todas as forças, precisa ser a inovação. A inovação é justamente o ponto que vai diferenciar você do seu concorrente.

Precisamos pensar sempre em maneiras novas de fazer coisas que já existem. Maneiras mais práticas, úteis, criativas.

Sua vantagem / diferencial, precisa ser sustentável, ou seja, você precisa criar e saber como levar pra frente. Porque isso poderá ser o que vai fazer sua empresa ganhar força e derrubar concorrentes.

3. Querer empreender apenas para fazer seu horário e não ter chefe.

3-querer-empreender-apenas-para-fazer-seu-horário-e-nao-ter-chefe

Eu já escutei muita gente falando que queria abrir uma empresa. Um dos principais motivos para isso era justamente a vontade de não querer ter um chefe buzinando no ouvido todo dia, ou mesmo poder trabalhar “de casa” quando quiser, chegar e sair o horário que bem entender, afinal, você vai ser o chefe.

Isso é ilusão pura… Você nunca vai ter tantos chefes como no momento que abrir uma empresa.

Sabe por quê?

Você está vendendo algo? Pra quem? Você está fazendo um serviço? Pra quem?

Os seus clientes serão seus chefes! Se você não queria escutar uma pessoa falando o que você deve fazer, espere escutar centenas de clientes querendo coisas diferentes.

4. Empreender apenas para ganhar muito dinheiro rapidamente.

4-empreender-apenas-para-ganhar-muito-dinheiro-rapidamente

Se tudo der certo, quem sabe… Mas de início isso você vai ganhar muito… Muito trabalho, muitas horas sem dormir, muita dor de cabeça, muitas dívidas, muitos “nãos”, muitos finais de semana sem poder sair, muitos finais de semana que você não vai querer sair.

Não querendo desanimar… Mesmo… Mas não existe dinheiro fácil.

5. Abrir uma empresa no ramo que atua e achar que isso é o suficiente.

5-abrir-uma-empresa-no-ramo-que-atua-e-achar-que-isso-e-o-suficiente

Isso não é totalmente um erro. Ser bom, tecnicamente, no que faz, é o primeiro ponto crucial para o sucesso da sua empresa.

Se você for publicitário e abrir uma agência de publicidade, ótimo! Você sabe criar as peças, ter contato com o cliente e talvez várias outras coisas de sua experiência.

Mas você também precisa ter minimamente um controle de gestão, planejamento e outras coisas que muitas pessoas acham “chatas” e acabam deixando de lado.

A não ser que sua empresa já comece com dinheiro de caixa para que você contrate pessoas que realizem isso pra você, é você que vai fazer diversos trabalhos burocráticos que não gostaria.

6. Acreditar que tem as melhores ideias e se fixar nelas.

6-acreditar-que-tem-as-melhores-ideias-e-se-fixar-nelas

Você precisa estar sempre disposto a mudar o seu caminho. Pivotar é a palavra! .. E tudo isso o mais rápido possível.

Isso também tem tudo a ver com aceitar escutar críticas e opiniões dos outros, porque são elas que podem levar seu produto para o caminho certo, o caminho que o cliente quer.

7. Não se legalizar.

7-não-se-legalizar

Vocês sabem por que o Brasil está como está?

O “jeitinho brasileiro”… Esse termo é repugnante. Acabamos nos deixando levar diversas vezes por esse jeitinho, porque “todo mundo faz”.

É exatamente por isso que você NÃO DEVE FAZER.

Ser um empreendedor ou freelancer é criar uma empresa, é ter um registro jurídico, emitir nota fiscal, pagar impostos.

Como um colega meu diz sempre: Malandro é quem segue a lei.

Imagens do artigo via Shutterstock

Escrito por Julian Nunes

Designer e professor nas áreas de computação e editoração gráfica e também apaixonado por cinema, animação, motion e flertando com fotografia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…