Não é segredo algum que o minimalismo passou de tendência para algo que empresas e designers agarraram com unhas e dentes.

Afinal, o “menos é mais” já virou bordão na boca de muitos.

Mas, será que o minimalismo tem um limite? Até quando podemos diminuir os detalhes de um logo sem que ele perca a identidade?

O site Stocklogos fez essa experiência e redesenhou alguns logotipos famosos em versões ultra minimalistas.

Enquanto algumas seguem o padrão estético do logotipo, outros se limitam a mostrar apenas uma referência que caracteriza a marca.

Confira a experiência e depois diga o que achou!

Guilherme Dantas