Quando vemos um logotipo, seja de uma empresa, produto ou, no caso, de uma série da Netflix, muitas vezes não paramos para pensar no trabalho, pesquisa e na quantidade de testes que foram feitos antes de chegar no resultado final.

Para matar um pouco essa curiosidade, o diretor de arte Jacob Boghosian contou como foi o processo de criar o logo para a conhecida (e aclamada) série da Netflix.

A agência Contend foi responsável por criar a identidade visual da série, e Jacob conta que a principal referência eram os livros de Stephen King e cartazes de filmes dos anos 80.

stranger-things-referencias

O processo criativo resultou em mais de 20 opções de logos. Mas o logotipo usando a fonte ITC Benguiat, logo se destacou como o preferido.

stranger-things-opcoes-logos

Após decidirem seguir nessa ideia, a fonte foi modificada ajustando algumas características como contornos das letras, kerning e o tamanho vertical para criar um visual único.

stranger-things-processo-logotipo

Todo esse processo resultou no logotipo que ficou eternizado na conhecida abertura da série:

stranger-things-abertura

É sempre bom conhecer processos criativos. Existe um verdadeiro universo escondido nas referências por trás de muitos logotipos, e saber como mentes criativas viajaram através desses processos é uma beleza singular de nossa profissão.

O que você achou? Comente logo abaixo!

Guilherme Dantas