in ,

5 dicas para ir além do logotipo e criar elementos gráficos que exploram o potencial da marca

O que levo até hoje nos meus processos criativos foi o que eu aprendi enquanto trabalhava para as grandes corporações.

Isso não podemos negar: ter a oportunidade de trabalhar em empresas estruturadas e com processos, faz o trabalho – na maior parte do tempo – ser mais organizado e otimizado.

Mas nem sempre os grandes estúdios e profissionais estão dispostos a compartilhar seus segredos e conhecimentos, mas nesse universo da informação, a internet, é possível ter acesso à vídeos no Youtube, ebooks e blogs que compartilham dicas e processos – inclusive aqui no Designerd tá cheio de profissionais compartilhando diariamente conteúdos que facilitam nossa vida.

Outro lugar que você também pode buscar informações valiosas é através de diversos cursos online que abrangem a área de Branding e Design Gráfico.

E foi isso que me surpreendeu com o curso Design de Elementos Gráficos para Impulsionar a sua Marca do Estúdio mexicanos Heavy. Lane Cope e Sofía Vargas, diretores criativos e fundadores do estúdio, ensinam alguns truques de como criar um universo da marca que converse de forma harmoniosa com o logo, onde se explora todo o potencial da marca.

Separei algumas dicas que aprendi no curso e que você pode incorporar no seu dia a dia, que te ajudam na construção e a entender como as peças adicionais ao logo podem comunicar melhor (e sem ficar repetitiva) as sensações e a linguagem da marca.

Trabalhe nas estratégias de comunicação

Crie conceitos fortes que estabeleçam conexão com a marca que será criada e que estejam presentes em todo o projeto.

Se pergunte como a marca se comporta, faça perguntas de por quê, como e o quê faz a marca.

Estruture a proposta visual da marca, definindo como o logo, a tipografia, as cores e peças auxiliares vão representar da melhor forma a comunicação da marca.

Defina os pontos de contato junto ao cliente e crie peças gráficas que atendam e comuniquem a marca através desses materiais criados.

Diversifique o universo visual da marca

Criar peças auxiliares que conversam com o universo da marca que você está criando ajudará o seu cliente a comunicar a marca através de outros materiais que vão muito além do logo.

O curso abrange como peças que conversam com o universo da marca comunicam de forma alinhada sem ao menos utilizar a logo, o que demonstra toda as sensações e desejos que a marca quer causar no seu público, através de peças simples, como cartões colecionáveis, brindes, porta copos e pins.

Identifique a personalidade da marca

Outro ponto muito abordado no curso e que me fez perceber a importância de uma parte do meu atual processo criativo, é saber o que a marca é, e o que a marca não é.

Como exemplo da marca criada no curso, foi identificado que a marca é simpática, alegre, forte, mexicana, moderna e casual, mas não é séria, irreverente e gourmet.

Fazendo isso você define a personalidade da marca e te ajuda a criar um norte de como os gráficos auxiliares podem te ajudar na construção da comunicação da marca.

Crie parâmetros

Facilite o processo de criação através de parâmetros para a construção do universo visual e das peças que serão criadas através dele.

De uma forma muito simples e objetiva, você usa o próprio Illustrator para criar boards onde você estrutura a hierarquia de cores, tipográfica e formas que serão usadas na construção das peças.

Com tudo isso em mãos, a criação das peças auxiliares ficam ainda mais fáceis de serem desenvolvidas.

Personalize seus mockups e crie uma apresentação campeã

Outra dica super bacana é a de que você pode baixar mockups da internet, mas sempre personalize e deixe ele com a cara da sua marca.

O curso ensina, inclusive, de forma muito simples, como criar seus próprios mockups, caso você não encontre para baixar.

Criar uma marca incrível e não saber apresentá-la ao cliente é frustrante. Por isso o curso dá dicas de como preparar o arquivo de apresentação e de como devemos – ou deveríamos – apresentar a marca ao cliente.

Essa parte é um pouco polêmica, e vai muito de como você se sente melhor, mas uma das sugestões do curso é a de que você deve apresentar a sua marca pessoalmente – quando possível – ou por vídeo chamada.

Eles prezam pelo contato com o cliente, dão dicas de como realizar essa apresentação e afirma que enviar projetos de apresentação da marca por e-mail para o cliente avaliar sozinha, tem grandes chances de não dar certo, pois você perde a oportunidade de defender suas escolhas dentro do projeto, fazendo com que a chance de aprovação diminui.

Conclusão

O curso Design de Elementos Gráficos para Impulsionar a sua Marca conta também com alguns exercícios ao final de cada módulo onde você pode exercitar um pouco sobre cada tema que foi ensinado. De forma muito objetiva, eles conseguem passar como é a criação desses elementos gráficos e de que forma eles podem auxiliar a marca do seu cliente.

Os professores oferecem também links de referências e de onde buscar mais informações sobre os temas abordados em cada aula.

Os módulos são dinâmicos e agradáveis de assistir, inclusive dá vontade de recriar a marca que eles apresentam como exemplo para testar tudo que é ensinado. Para quem gosta de inserir processos criativos diferentes do usado normalmente, eu recomendo muito o curso.

Já estou colocando em prática as dicas que aprendi no curso e em breve conto aqui pra vocês como ficou a marca com esses novos insights.

Escrito por Marina Hauers

Designer de Marcas e mãe da Helena, apaixonada por música, cinema e livros. Nas horas vagas tenta ser maratonista e gamer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…