Parece que os Crossovers, veículos que mesclam características de outros segmentos caíram na graça do público e estão cada vez mais presentes. A Peugeot lançou recentemente o Crossway, versão mais aventureira do 2008.

Experimentei por alguns dias o lançamento da Peugeot. O que ele nos oferece em questão de design?

Estilo Marcante

Segundo Fabien Darch, designer de cores e estilos do grupo PSA, o 2008 Crossway, como um verdadeiro Crossover tem que ser, traz uma mescla de várias características: o dinamismo de um hatch, o espaço interno de uma minivan e a robustez de um SUV.

O modelo passou por algumas alterações, como por exemplo a presença de linhas laterais, que dão a sensação de altura ao veículo.

peugeot-2008-crossway-linhas-laterais

Os protetores de pintura também cumprem bem sua função, reafirmando sua personalidade aventureira, quase como um convite à terrenos mais lamacentos.

O desenho da bússola (rosa dos ventos), presente em vários lugares do veículo, esconde um curioso easter-egg: as coordenadas 44º20’08″W 22º25’30″S levam à linha de montagem do veículo, em Porto Real no Rio de Janeiro, além de trazerem, por uma feliz coincidência, o número 2008.

peugeot-2008-crossway-detalhe-bussola

peugeot-2008-crossway-detalhe-bussola-tapete

peugeot-2008-crossway-detalhe-bussola-lateral

Uma maravilha chamada i-Cockpit

A marca registrada dessa nova fase de estilo da Peugeot, quando falamos de tecnologia e design interior, com certeza é o i-Cockpit.

peugeot-2008-crossway-icockpit

O volante menor, com o painel de instrumentos logo acima, na altura dos olhos, e todo o resto ao alcance das mãos é algo que sem dúvidas será copiado por outras montadoras no futuro.

Confesso que é difícil se acostumar ao tamanho normal de um volante depois de ter experimentado o conceito do i-Cockpit. Fica aquela sensação de “por que ninguém pensou nisso antes?”.

Seu interior é bem acabado e recebeu elogios de vários passageiros. A cor chocolate, presente nos bancos e no painel dão um toque de elegância.

A forma como os bancos te “abraçam” tornam ainda mais prazerosa a experiência de dirigir.

peugeot-2008-crossway-bancos

O teto panorâmico com tela retrátil, também presente no 308, permite a entrada de bastante luminosidade ao interior do veículo.

peugeot-2008-crossway-teto-panoramico

O fato de não permitir a abertura do vidro foi questionado por alguns. Parece que os engenheiros e designers da Peugeot já resolveram isso no futuro modelo 3008. Nos resta aguardar.

O freio de mão modelo aviação é um charme à parte, nos retirando da zona de conforto do modelo usual e completando o design interior.

peugeot-2008-crossway-freio-de-mao

Assim como o 308, a marca do felino está bem presente em suas formas robustas e na assinatura luminosa, reforçando a identidade da Peugeot como “a marca do leão”.

peugeot-2008-crossway-detalhe-leao

Fotos de Isa Gonsales

Guilherme Dantas