in

Quero fazer um blog sobre design. O que preciso ter em mente?

Recebo diariamente muitos pedidos de parceria de blogs novos. Infelizmente não é possível responder a todos. Mais infelizmente ainda (meu Deus, que frase é essa?) também não é possível atender a todos os pedidos de parceria, pois são muitos.

De vez em quando visito os blogs que surgiram algum tempo atrás e não raro me deparo com blogs fantasmas, abandonados por seus autores. O que será que acontece? Porque tantos blogs de design e de outros assuntos acabam com poucos meses de vida?

Se você tem em mente criar um blog, atente-se a algumas dicas:

1) Preocupe-se com a qualidade e a quantidade dos posts.

Principalmente no início, é importantíssimo que o blog já tenha um bom número de posts. Isso é bom para humanos e para robôs (dos mecanismos de busca, que farão indexação). A qualidade também pesa muito nessa questão. Blogs com posts de péssima qualidade sobram na web. Fuja disso!

2) O primeiro ano é sempre o mais difícil, mas os outros não são fáceis.

Salvo algumas exceções, o primeiro ano de blog é sempre o mais complicado. É o ano de analisar o comportamento dos seus leitores, correr atrás de parceiros, criar campanhas de divulgação, etc. Se o blog sobreviver ao primeiro ano, bom sinal! Mas não pense que os próximos serão “mamões com açúcares”.

3) Viver somente do blog é quase uma utopia.

Para o blog começar a se tornar rentável, leva tempo. Muitos blogueiros, talvez pelo desespero de ganhar dinheiro logo de início, entopem o blog de publicidade, tornando a leitura quase impossível. Tenha em mente que seu blog pode sim se tornar rentável, mas isso envolve muita dedicação e muito tempo. Porém, ter sua renda vinda total e exclusivamente de um blog no Brasil é, realmente, muito difícil.

4) Manter o blog atualizado é essencial.

Confesso que esse foi (e ainda é) um dos meus maiores obstáculos. A falta de tempo é uma criatura maldita que assombra qualquer blogueiro. Deixar o blog muitos dias sem posts novos fazem sua credibilidade perante os leitores diminuir. E isso é péssimo.

5) Prepare-se para ouvir críticas.

Talvez um artigo que você escreva não seja bem recebido. Ou aquele espaço que você decidiu colocar um banner publicitário cause incômodo. Situações como essas são comuns para qualquer blogueiro. Esteja preparado para lidar com isso.

6) Falar sobre design requer cuidado.

Se você decidir criar um post elogiando e incentivando o uso de Comic Sans ou citar a palavra “logomarca” em algum título, esteja certo que o item anterior (ouvir críticas) será mais verdadeiro do que nunca. A comunidade de design é bem resoluta em alguns aspectos. Se você decidir ir contra, boa sorte.

7) Blogar é prazeroso. Mas nem sempre.

É verdade que ter um blog e vê-lo crescer é muito prazeroso. Mas como tudo que requer disciplina, blogar muitas vezes se tornará um fardo, principalmente em dias em que a inspiração diz tchau.

8) Blogar consome tempo. E energia.

Esquece o papo de “vou dedicar uns 20 minutos por dia, acho que tá bom”. Manter um blog ativo consome muito mais tempo que isso (a não ser que você divida esse tempo com muitos colaboradores). Esteja preparado para doar uma quantia considerável do seu tempo e energia para essa atividade.

9) Use e abuse das redes sociais.

Facebook, Twitter e afins são aliados do blogueiro. Se você possui um blog que ainda não tem páginas ou perfis em redes sociais, pare de ler nesse momento e corra para fazer a sua. O número de fãs e seguidores aumentará gradativamente, à medida que a qualidade e a relevância das postagens sejam mais evidentes.

10) Se tratar com carinho, recompensas virão.

Muitos blogueiros já tiveram o prazer de ver seus blogs ganharem prêmios e reconhecimento. Muitas vezes, um simples comentário positivo de um leitor já cria um sorriso no rosto daquele que mantém o blog. Sentir orgulho paterno (ou materno), literalmente, é um dos prazeres que muitos blogueiros sentem. Com muita dedicação, empenho e carinho é possível chegar lá.

Escrito por Guilherme Dantas

Fundador do Designerd, empreendedor digital, apaixonado por design, marketing digital, carros, cinema, astronomia e física quântica. Arranhador profissional de violão nas horas vagas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…