in

Planejamento: a arte de fazer dar certo

Segundo nosso queridinho dicionário Aurélio, planejar é: fazer planos; definir antecipadamente um conjunto de ações ou intenções; ter algo como intenção.

Já para o escritor, professor e consultor administrativo, Peter Drucker, planejar é “Preparar-se para o inevitável, prevenindo o indesejável e controlando o que for controlável”.

Trazendo para exemplos mais concretos, o planejamento abarca custos, desempenho, prazo, qualidade, segurança e várias outras variáveis que tem influência sobre o (bom) funcionamento dos empreendimentos.

Quando bem feito, algumas das vantagens são: o maior controle sobre os eventos previsíveis e também sobre os imprevisíveis, entrega satisfatória, eficiência de execução, redução de conflitos e mais assertividade nas tomadas de decisão.

Já quando falamos sobre planejamento de comunicação, temos 3 principais pontos podem ser listados:

  • A percepção que o público tem sobre sua marca é melhor explorada.
  • O investimento financeiro é melhor aproveitado, por haver estratégias mais assertivas.
  • O posicionamento da empresa pode ser comunicado de forma eficiente, tanto para reforço quanto para reposicionamento, como acontece com grandes marcas.

 

Algumas metodologias podem ser bem úteis para o planejamento. Por exemplo, quando se tem um projeto, o planejamento consiste em definir o que será trabalhado, quem vai executar, por que, quando, onde e como fazê-lo e, claro, quanto vai custar, estes itens são formam a matriz 5W2H.

Já para aplicar o que foi planejado, o ciclo construir, mensurar e aprender, contido no livro Lean Startup, é uma boa pedida. Primeiro é feito o planejamento, depois, construímos as ações, mensuramos seus resultados e, com isso, aprendemos o que deve ser melhorado, mantido ou descartado.

Planejar não significa ficar livre de erros, mas sim evitá-los ou, mesmo que eles aconteçam, o impacto causado será menor e as consequências, mais tranquilas de enfrentar. Planeje.

Imagem da capa via Shutterstock

Escrito por Pamela Afonso

Relações-públicas, mineira e membro da feliz geração nascida no início da década de 90. Divide-se em várias paixões: escrever, estar com a família e amigos e passar (muitas) horas assistindo a filmes e séries.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…