in ,

Fotografia panorâmica de 360º

Ramificando um pouco mais esse blog, decidi abrir um espaço dedicado à fotografia. Não sei se existem muitos designers-fotógrafos ou fotógrafos-designers, mas uma coisa é certa: são duas áreas muito próximas.

Para estrear esse assunto, vamos falar hoje de um estilo de fotografia muito interessante: a Fotografia Panorâmica Imersiva FullScreen de 360º.

O fotógrafo carioca Ayrton Camargo considera-se o pioneiro desse conceito no Brasil. Em seu site, podemos conferir belíssimos trabalhos de fotografia panorâmica, divididos em diversas categorias como Jornalismo, Casamentos,  Eventos, Igrejas, Shows, etc.

Confiram todo o trabalho dele no site www.ayrton.com/360/
Vale a pena a visita.

Escrito por Guilherme Dantas

Fundador do Designerd, empreendedor digital, apaixonado por design, marketing digital, carros, cinema, astronomia e física quântica. Arranhador profissional de violão nas horas vagas.

13 Comentários

Leave a Reply
  1. Post com erro. Diz que o idealizador “desse conceito” no Brasil é o fotógrafo Ayrton Camargo. Mentira, o próprio Ayrton vende isso, e mente feio. Ayrton tenta vender a idéia de que faz fotos antes mesmo do ano 2000. Mentira das boas, até porque a tecnologia veio depois disso e só se tornou popular muito depois. Alias nunca vi uma única imagem do fotógrafo Ayrton anterior ao estouro da bolha das fotos em 360. Ayrton só possui essas fotos recentemente. Existem alguns fotógrafos brasileiros que já utilizavam a idéia bem antes quando nem popular era e não existia muito espaço na internet mais lenta nem clientes. Tem empresa que abriu e fechou as portas antes do senhor Ayrton pensar em fazer essas fotos. Eu desafio o Ayrton a mostrar suas primeiras fotos usando as tecnologias existentes na época. Portanto não é e nunca foi idealizador de nada. E a palavra certa não é nem “idealizador” pois fotógrafo nenhum idealizou isso no Brasil. Idealizar é ter uma idéia e ninguém teve essa idéia no Brasil. Apenas importaram a idéia, aprenderam técnicas já existentes fora. Portanto parem com esse papo, é feio profissional vender algo que não é e nem poderia ser. E detalhe: existem mais um tanto de fotógrafos que defendem a mesma bobagem: ser o pioneiro no Brasil. Menos… bem menos… O curioso é que os verdadeiros pioneiros não ficam alardeando isso por aí.

  2. Olá Humberto.
    Agradeçemos e respeitamos sua opinião.
    O post já foi mudado, colocamos que Ayrton CONSIDERA-SE o idealizador desse conceito no Brasil. Não vamos mais a fundo para descobrir se ele realmente é ou não.

    O propósito desse blog é levar aos leitores links, dicas e matérias de qualidade. Sem dúvida, Ayrton Camargo realiza um fantástico trabalho de fotografia e é isso que queremos mostrar: seu trabalho.

    Passei sua resposta para ele, para que ele tenha direito a se defender. Espero que vocês entrem em um acordo. Abraço!

  3. Vejam bem, a pessoa que escreveu isso deve ser um coitado com dor de cotovelo :-)
    O email dele não tem vinculo com nenhum site ou domínio existente.
    Uma busca pelo seu nome e/ou email no google também não encontra nenhum resultado. Ou seja ele nem existe, um total desconhecido.

    Meu site, meu domínio, http://ayrton.com, existe na internet desde 1996. o que pode ser conferido facilmente na web pelo whois.

    Meus primeiros trabalhos de 360 graus, feitos e COBRADOS de Clientes foram em 1998 :-)

    Eu não preciso provar nada para “ele”, um total zero a esquerda, mas posso dar a aos leitores, links de trabalhos feitos nessa época, como resposta ao sujeito 0 :-)

    E eu nunca usei a palavra idealizador, mas sim “pioneiro” o que é diferente.
    Idealizador é quem idealiza algo, seja uma técnica ou uma tecnologia.
    Eu fui pioneiro no uso de teclologia criada e desenvolvida pela Aplle, aplicando esta técnica aos meus trabalhos.

    O cara é um total desinformado.
    A tecnologia surgiu em 1992 em formato ainda através de comandos de UNIX pela Apple.
    O primeiro post público dessa tecnologia veio em 1994 com mostras feitas por 2 fotógrafos, 1 da Califórnia e 1 da França, os quais conheço.
    Finalmente veio ao mercado consumidor final em 1996 já com uma GUI para possibilitar o uso por qualquer um.
    Em 1997 eu já interessado, comecei a pesquisar e a comprar equipamentos especiais que já existiam :-)
    Publiquei os meus primeiros 360 no final de 1997 e comecei a vender, para Clientes, os primeiros em 1998
    Daí pra frente não parei. :-)

    Usava filme, em slides e em negativo que depois eram escaniados em alta para poder passar a fase de montagem das cenas de 360 graus.
    Uma trabalheira do cão, mas que o resultado era muito legal para a época.

    Entre os “pequenos” Cientes já dessa época estão:
    Coca-Cola, ESSO, RioTur, DuLoren, Wet’nWild, Bamerindus, NET, Telemar (atual Oi), T-Next, e mais uma lista enorme …

    Se entrar em vai encontrar diversos, feitos antes de 2000 :-)
    Logo na abertura estão os da DuLoren, todos feitos no finalzinho de 1998 para lançar o novo site deles no ano seguinte.

    Esse domínio http://vrfolio.com, era um site aonde eu colocava em versão em baixa p/as pessoas com internet discada poderem ver tbm.

    Mas relaxa que esse cara assim como muitos na internet precisam conhecer esse ditado abaixo:

    “Dogs only bark at moving cars ! ”

    para bom entendedor meia palavra basta :-)

    Grande abraço
    e mais uma vez, super obrigado pelo apoio

    Ayrton

  4. Ola!

    muito bom post!
    trabalhos fantásticos do Ayrton, sendo ou não pioneiro deste tipo de fotografia, creio que nem venha ao caso… o trabalho dele é incontestavelmente uns dos mais bonitos e cabrixados do Brasil!

    estou começando com fotos 360º e como quase todo trabalho bem feito, exige muitos estudos e muita prática, nem sou fotógrafo, sou apenas um designer grafico apaixonado pela fotografia e com alguns amigos fotógrafos…

    até hoje só consegui fazer uma 360º que funcionou corretamente, o jeito é continuar, tentando e aprendendo…

    abraços!

  5. Desculpem mas a vaidade do senhor Ayrton não permite ao mesmo ser honesto em relação ao assunto. Parece que o mesmo mais uma vez deseja iniciar uma “guerra de pioneirismo”. Vejam como ele agora começa a reverter suas afirmações. Agora ele é o pioneiro no Brasil da tecnologia criada pela Apple (o correto é Apple e não “Aplle”). Apesar de não colocar as datas (não verifiquei nenhuma foto imersiva datada de 1997 ou 1998 pois as fotos das modelos da DuLoren não são “imersivas”), quem estava se referindo a essa tecnologia (dando nome aos bois, Quicktime VR)? Aliás, o senhor Ayrton informa o ano de registro do seu primeiro domínio e esquece que isso não quer dizer nada (quem está duvidando que o Ayrton já era fotógrafo na época?). Curioso é que não informa o ano de registro do domínio dom o portfolio da DuLoren (por que será…).

    Não coloco em dúvida o profissionalismo e a qualidade dos trabalhos do Ayrton porém sua vaidade consome sua honestidade. Existiram não um mas alguns fotógrafos que se anteciparam ao Ayrton e ele sabe muito bem disso. Sabe e conhece esses fotógrafos. Porém ele, talvez pelo seu “pioneirismo” estagnou-se na tal “tecnologia” e outros iniciaram trabalhos que hoje o Ayrton segue. A tal “tecnologia” a que o Ayrton se refere ele não exibe mais em seus trabalhos e é da tecnologia atual a que me refiro. De que adianta levantar bandeiras de pioneirismo (como se isso fosse tão relevante assim) e varrer para debaixo do tapete o pioneirismo dos outros. Sim, pois se ele defende que é o pioneiro do Quicktime VR então no mínimo ele deveria informar que hoje segue o pioneirismo no uso das tecnologias que hoje utiliza. Não que isso queira dizer algo mas para alguem vaidoso como ele é duro admitir.

    Ayrton, parabéns pelo seu trabalho, equivalente a muitos outros (apesar de mais oneroso e ao fato de diferenciar o custo de acordo com o cliente), mas o senhor precisa crescer muito além de sua soberba. Infelizmente o senhor deixou-se elevar a um pedestal e isso não é bom para ninguém.

    Fica dada a resposta do “total zero a esquerda” aqui, termo que exprime muito bem como o senhor Ayrton olha para os demais. Eis a questão que o levou a essa situação…

    Agradeço ao espaço concedido neste blog.

  6. Já que discutem aqui sobre pioneirismo gostaria de contribuir com uma informação que poucos conhecem. Não só pioneiro, porém também idealizador e inventor de fotografia 360 não só no Brasil como em todo o mundo se chama Sebastião Carvalho Leme. E ele é brasileiro. Fica a dica aos que em plenos anos 2000 brigam por algo que um brasileiro iniciou nos anos 50.

    Pra quem duvidar: 

    http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/c/ca/Aeroport1_Marilia.jpeg

     http://pt.wikipedia.org/wiki/Sebasti%C3%A3o_Carvalho_Leme

    Anos 50 meus caros. Parem de brigar, nosso saudoso Sebastião Carvalho Leme que nasceu em 1928 e faleceu em 2007 é o único que poderia reivindicar tal título. Infelizmente ele não está mais entre nós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…