in

Diz aí Nerd: Pedro Leite (Quadrinhos Ácidos)

diz-ai-nerd-pedro-leite

Não, nosso blog não mudou de nome! Apenas inauguramos uma nova categoria de entrevistas, o “Diz aí Nerd“. Nessa nova seção, entrevistaremos diversos ilustradores, designers, cartunistas e artistas brasileiros para que você, leitor, possa conhecer mais sobre a pessoas por trás de suas obras.

Para estrear essa nova categoria, batemos um papo recentemente com a pessoa responsável pelo sucesso dos Quadrinhos Ácidos, Pedro Leite.

Pedro Leite é ilustrador e publicitário de Porto Alegre. Tem dois livros independentes publicados (“Onde Meu Gato Senta” e “Tirinhas do Zodíaco“). Atualmente, os “Quadrinhos Ácidos” tem mais de 40 mil curtidas no Facebook, em apenas 6 meses de existência.

Confira abaixo como foi nossa entrevista:

Me conte um pouco da sua história, quando começou a se interessar por quadrinhos?

Pedro: Eu sempre gostei de quadrinhos, porém só mais velho que eu realmente comecei a desenhar. Comecei a investir mesmo nessa área só depois dos 25 anos (tenho 30 agora). Antes disso eu perdi muito tempo trabalhando como publicitário e acho que isso foi uma das causas da minha demora para me dedicar aos quadrinhos. Ainda trabalho como publicitário, mas agora invisto bem mais tempo nos desenhos, algo que me satisfaz mais.

De onde surgiu a ideia de criar os Quadrinhos Ácidos?

Pedro:  A série “Quadrinhos Ácidos” iniciou de um jeito diferente. Sem pretensão nenhuma eu postei no meu Facebook um quadrinho chamado “Pessoas que eu não entendo”. Naquela tirinha eu apresentava algumas pessoas que tinham atitudes que eu não conseguia entender (como alguém que tira fotos de comida para postar na internet, pessoas que assistiam Big Brother e até mesmo pessoas que ainda fumavam).

Em algumas horas o quadrinho foi compartilhado centenas de vezes e foi lido por milhares de pessoas. Aí me deu aquele estalo: dá pra fazer quadrinhos críticos sem serem chatos. Assim chamei o meu amigo Leandro Difini e criamos juntos os “Quadrinhos Ácidos”. Ele criou comigo as primeiras tirinhas, mas depois ele partiu para outros projetos e eu continuei sozinho com a série.

PessoasQueEuNaoEntendo-Quadrinhos-Acidos

Como o próprio nome diz, os “Quadrinhos Ácidos” carregam um humor cítrico. Já teve problemas com críticas ou com pessoas que, por algum motivo, se ofenderam com as histórias?

Pedro: Quase todo o tempo. Em muitos quadrinhos eu falo de certas atitudes de algumas pessoas e alguns usuários levam isso para o lado pessoal. Vários leitores se ofenderam com alguns quadrinhos e deixaram comentários para eu não me meter na vida delas, coisa do tipo. Minhas tirinhas sobre os fumantes são ótimos exemplos disso.

Por outro lado, eu sempre leio comentários muito interessantes de pessoas que se enxergaram nas tirinhas, mas que concordaram com a minha opinião. Ou seja, apesar de existir muitas pessoas que se ofendem e ficam bravas, sempre existem várias outras que aceitam a crítica como algo construtivo. Essa é a melhor parte.

Quais são suas fontes de inspiração para a criação dos quadrinhos?

Pedro: Apesar de ser uma pessoa mais quieta, eu sempre fui muito crítico e até mesmo um pouco ranzinza. Não gosto de ver gente jogando bituca de cigarro no chão. Não gosto de ver amigos agindo feito crianças nas redes sociais. Não gosto de conversar com homens que só sabem falar de futebol. A inspiração para as tirinhas dos “Quadrinhos Ácidos” é fruto dessas minhas indignações e frustrações do dia a dia.

MeusPioresAmigosDoFacebook-Quadrinhos-Acidos

Sobre quais assuntos mais gosta de desenhar?

Pedro: Atualmente para os “Quadrinhos Ácidos” eu escolho os assuntos quase de maneira aleatória, sem nada programado. Porém, para essa série eu gosto muito de desenhar sobre assuntos que atingem diretamente meus amigos próximos. É mais prazeroso ver a reação das pessoas de perto ao ler uma piada que tira sarro delas.

Existe algum quadrinho em especial que te marcou?

Pedro: O “Mundo ao Contrário” pela quantidade de elogios que eu recebi e o “Pessoas que eu não entendo” pela quantidade de xingamentos que recebi.

MundoAoContrario-Quadrinhos-Acidos

Quais as maiores dificuldades que você enfrenta (ou já enfrentou) em seu trabalho? Como superou?

Pedro: Acho que a minha maior dificuldade nesse ramo é o fato de que eu sou perfeccionista demais na criação e isso me atrasa muito. Reviso 10 vezes cada quadrinho e isso me tira muito tempo. Alguns leitores do site muitas vezes me escrevem dizendo que o problema dos “Quadrinhos Ácidos” é que a baixa frequência de postagens. Estou tentando resolver o problema :)

O que diria para quem deseja seguir o mesmo caminho que você?

Pedro: Divirta-se! :)

Agradecemos ao Pedro Leite pela entrevista! Se você ainda não conhece seu trabalho, acesse o site dos Quadrinhos Ácidos e curta sua página no Facebook.

Quer ver alguém que você admira sendo entrevistado por nós? Comente logo abaixo. Até a próxima!

Escrito por Guilherme Dantas

Fundador do Designerd, empreendedor digital, apaixonado por design, marketing digital, carros, cinema, astronomia e física quântica. Arranhador profissional de violão nas horas vagas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…