in ,

A importância da utilização de técnicas no Design de Logotipos

Neste artigo eu vou te falar sobre a importância da utilização de técnicas no desenvolvimento de logotipos e explicar, contextualmente, o motivo pelo qual o uso de técnicas não faz parte da nossa abordagem dominante.

Mas antes de explicar a importância da aplicação de técnicas no Design de Marcas, quero falar um pouco sobre os motivos que eu acredito ser responsáveis pela “não-utilização” delas na vida da maioria dos profissionais.

Design e Arte

De certa forma, o Design se mistura com a Arte, e até hoje vemos resquícios dessa conexão histórica.

Alguns designers utilizam o substantivo “arte” para se referir às peças de Design, sejam impressos ou posts para redes sociais.

Só que essa alcunha carrega responsabilidades que torna o trabalho de um designer subjetivo e subjugado à arbitrariedades.

“Éricles, o que você quer dizer com isso?”

Projetos de Design estão sendo interpretados por designers apenas pela dimensão estética, ignorando aspectos funcionais e simbólicos.

E como você deve saber, Design é muito mais do que algo bonito, considerando que bonito é algo subjetivo…

É preciso avaliar para quem a comunicação vai ser direcionada, em qual contexto e qual mensagem precisa ser passada.

Pois em resumo, a Arte define-se como expressão individual de um artista.

A maior preocupação de um artista não é o entendimento dos leitores sobre a obra, mas sobre a sua auto-expressão ou crítica, o que, por outro lado, é prejudicial para o Design.

Se a mensagem é ambígua, a comunicação fica ruidosa e múltiplas interpretações podem sair do controle do que uma marca quer passar.

Mudança histórica

Muito antes da existência do Design, já existia a Arte.

Mas partir da evolução industrial-mercadológica, viu-se a necessidade de comunicar visualmente produtos/serviços, ideais e princípios.

Isso não só pelo fator diferenciação, mas para que uma empresa tivesse sua identidade no mundo.

Imagine o seguinte: você acaba de montar uma empresa, mas ela não possui elementos que compõem sua identidade visual, apenas um nome “acústico”.

O nome diz muito sobre a marca, mas você concorda comigo que no universo visual é como se sua marca não existisse?

E por conta dessa necessidade, comunicadores se desvencilharam da Arte para trabalhar em prol do desenvolvimento de mensagens visuais claras.

Impacto

Lembra que eu falei que existem resquícios da Arte no Design? Mesmo no desenvolvimento de logotipos, a abordagem artística é majoritariamente dominante.

O “olhômetro” é o principal recurso para muitos designers, seja para criação de peças de Design ou desenvolvimento de logotipos.

E é claro que utilizando esse recurso, você priva os projetos de precisão e consistência.

O designer e tipógrafo Jan Tschichold disse: “não sabemos porquê, mas podemos demonstrar que um ser humano acha os planos de proporção definidas e intencionais mais agradáveis ou mais belos do que as de proporções acidentais.”

E para outros teóricos, a precisão de execução e consistência das formas são elementos que tornam um logotipo mais memorável e agradável.

Pense nos logotipos das marcas mais famosas do mundo, elas possuem algo em comum que talvez você não tenha reparado.

Em sua evolução, esses logotipos passaram por uma “limpeza visual”, se tornando mais simples e com relações mais óbvias.

Por que usar um método?

Vimos que a consistência tem um papel muito importante sobre a memorabilidade e agradabilidade de um logotipos, mas me diz uma coisa: é possível alcançar consistência sem a utilização de um método?

Se a sua resposta foi “sim”, quero te convidar a pensar em um exemplo.

É possível você fazer um excelente macarrão, não lembrar das medidas e fazer outro macarrão tal qual o último? Difícil né?

Mas, e se você anotou todas as medidas e tempo, será que fica mais fácil manter todos os macarrões deliciosos?

Para qualquer área da vida, a utilização de um método é crucial se você pensa em consistência e melhoria contínua.

E no Design não poderia ser diferente…

No Design de logotipos, o olhômetro é muitas vezes expresso como uma insegurança de definir relações a partir de uma estrutura sólida.

Se as proporções definidas são tendencialmente mais belas que as proporções acidentais, por que não optamos pela primeira 100% do tempo?

Desenhar, posicionar e relacionar os elementos é uma tarefa que exige técnica, e fazer esse trabalho de qualquer jeito não garante economia de tempo.

O que pode ser feito

No meu artigo sobre o papel da geometria na criação de logotipos, eu explico como a Geometria pode mudar a perspectiva de desenvolvimento na criação de símbolos.

E grande parte do meu papel no Design e produtor de conteúdo é disseminar técnicas e macetes que facilitam a vida de designers, na contramão dos achismos e “qualquerjeitismos”.

Esse artigo teve o objetivo de te explicar a importância, e talvez em breve eu compartilhe as principais técnicas que você pode utilizar.

Mas se você quer ter uma pequena amostra agora, confira o vídeo abaixo e assista à minha aula “guia completo para criação de logotipos no Illustrator”.

Ele será o passo inicial para o seu desenvolvimento e especialização na área.

 

Éricles Batista

Escrito por Éricles Batista

Designer de marcas e empreendedor digital apaixonado por Matemática, música, processos e cozinha. 90% dedicado e 40% chato segundo sua namorada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…