in ,

7 coisas que todo designer iniciante precisa saber

Para quem está dando os primeiros passos na carreira de criação já deve ter visto várias dicas de como começar, quais softwares utilizar, entre outras coisas. Aqui no blog a gente sempre tenta trazer dicas úteis para vocês, tanto os iniciantes, como os “iniciados” na profissão.

Para os novatos agora, separamos essas 7 dicas essenciais para um início menos turbulento. Confira:

1. Organize seu espaço

1homeoffice

O Home Office é uma realidade para alguns e desejadas por outros. Mas, independente de trabalhar na sua casa ou em outro lugar, ter o seu canto do jeito que você gosta e organizado é essencial para um bom tempo de trabalho.

Uma boa decoração é interessante, mas não o mais importante nesse aspecto. Ela pode até te deixar até mais criativo, mas se o caos predominar entre seus bonecos, ilustrações, canecas e luminárias, você vai acabar perdendo algum tempo toda vez que precisar se organizar minimamente para encontrar ou mexer em algo no meio dessa bagunça.

2. Faça backups regularmente

2backup

Diversos serviços de nuvem, como falamos há algum tempo, podem te ajudar a fazer backups facilmente. Se você adquirir o serviço pago de um desses sistemas, é possível até mesmo diminuir a frequência de backups em unidades físicas.

Mas recomendo fortemente que de vez em quando faça cópias de segurança de seus arquivos também em um HD externo ou no mínimo em uma partição separada de seu HD (coisa que não vai adiantar nada se ele pifar).

3. Não se isole

3network

Viver socialmente não é só viver nas redes sociais.

Sei que posso parecer alguém averso às redes sociais falando desse jeito, mas claro que isso não é verdade. O que quero dizer é que seus contatos profissionais muitas vezes irão surgir de momentos em que você estiver fora do computador. Muitos negócios são selados em uma mesa de café/bar/restaurante, o ambiente até favorece isso.

Tudo depende do equilíbrio. Sair o tempo todo buscando contatos impede que você produza adequadamente, mas ficar só produzindo impede que você conhece pessoas fora da tela… Além do que, sair um pouco é bem divertido.

4. Nunca pare de estudar

4estude

Cada um tem seu jeito preferido de estudar. Existem cursos presenciais, online (confira nossa área de cursos aqui), tutoriais na internet, livros e etc.

Não importa como você for fazer, mas não deixe de fazer. Tanto em termos técnicos (pois os softwares estão atualizando frequentemente) como em teorias e diferentes técnicas para aprimorar suas referências, qualidade e velocidade na criação.

5. Exija sempre um pagamento

5pagar

Existe uma diferença entre trabalho voluntário (não ocupa a maior parte do seu tempo e você faz para o outro), hobby (não ocupa a maior parte do seu tempo e você faz para você) e sua profissão (ocupa a maior parte do seu tempo).

É ótimo fazer coisas para ajudar os outros, mas a não ser que você tenha uma renda por trás que banque sua vida, isso precisa ser a exceção e não uma constante.

Aquela ideia de trabalharmos para “montar portfólio” é muito utilizada, principalmente com os designers que estão começando. E não digo que isso é totalmente errado, mas vai de cada um. Eu mesmo sempre tive em mente uma coisa: se for fazer de graça, que seja para ajudar quem realmente precisa. Isso não inclui alguém que simplesmente não quer gastar dinheiro.

6. Briefings e contratos sempre registrados

6registro

Já citamos algumas dicas para criar um bom briefing. Mas aqui o que quero te lembrar é a importância de tudo estar registrado, não só o briefing, mas cada parte da negociação.

Evite combinar as coisas apenas verbalmente. O ideal é combinar o máximo de coisas por e-mail, porque assim você vai tendo seu histórico salvo para que tanto você como seu cliente possa lembrar o que foi combinado e não exista nenhuma surpresa desagradável no término do projeto.

7. Existe algo mais… Viva!

7viva

Você pode amar o que faz e querer fazer sempre mais. Isso é ótimo! Mas não deixe que sua vida profissional afete sua vida no geral.

É essencial você se respeitar em questão de horários, não que estabelecer um horário fixo de trabalho hoje seja algo fácil, ou mesmo possível, mas ter momentos para você fazer outras coisas não relacionadas ao seu trabalho.

Alguns chamam isso de vida. É ótimo também! Experimente :)

Imagens do post via Shutterstock

Escrito por Julian Nunes

Designer e professor nas áreas de computação e editoração gráfica e também apaixonado por cinema, animação, motion e flertando com fotografia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…