in , ,

Review – De-composição da forma – Manipulação da forma como instrumento para criação

Pode até parecer que não mas as formas geométricas básicas possuem uma gama de composições infinitas para as suas criações. Seja na criação de marcas, no desenho de letras, em ilustrações etc. saber transformar as formas geométricas é um recurso com grandes benefícios mas que não é tão fácil de ser dominado.

Mas agora eu te pergunto: você sabe como criar a partir da decomposição das formas geométricas?

Web

Manipular as formas é uma das melhores maneiras de vencer a folha em branco, isso é possível devido a uma série de técnicas que permitem gerar formas a partir de outras formas e das relações que existem entre elas, se bem executadas essas técnicas podem levar a resultados altamente criativos.

Se você observar bem as marcas que estão ao seu redor vai perceber que em sua grande maioria os ícones e símbolos que as representam são formados por formas geométricas bem simples originadas de técnicas básicas de decomposição de forma como corte, translação, inversão, rotação etc.

Web

Um livro que considero ser um dos melhores já escritos sobre o tema é o “De-composição da Forma – Manipulação da forma como instrumento para criação” do autor Ivens Fontoura que é uma verdadeira autoridade no assunto.

Caso você não o conheça, Ivens Fontoura é formado pela Escola de Belas Artes e pela Universidade Católica do Paraná e é também um artista plástico consagrado e de renome nacional, tendo participado de inúmeras mostras tanto coletivas quanto individuais, uma verdadeira referência no design nacional cuja obra eu recomendo que você conheça.

DSC01758

DSC01759

Esse livro é uma publicação da Editora Insight e oferece uma visão ampla das possibilidades de manipulação das formas básicas através de cortes e deslocamentos, permitindo que você descubra novas formas.

A forma é tão ampla quanto a própria forma de tratá-la. A forma é complexa; – Ivens Fontoura

Considero esse livro um dos melhores manuais para ajudar qualquer designer a vencer o bloqueio criativo e superar o medo da folha em branco, isso por que ele apresenta uma série de exercícios e demonstrações que ajudam você a abrir a sua mente quanto as infinitas possibilidades que podem ser obtidas de uma forma básica unicamente fazendo alguns movimentos bem simples.

DSC01760

DSC01763

DSC01765

Ele possui 204 páginas e está dividido em 13 capítulos onde cada um apresenta uma maneira diferente de transformar e decompor as formas afim de obter novas além de demonstrar uma série de possibilidades de aplicações desses resultados. Confira abaixo como estão divididos os capítulos e quais os pontos abordados:

Prefácio

Introdução

1 – Formas básicas

2 – Cortes

3 – Instrumentos

4 – Movimentos

5 – Movimentos da forma plana

  • Translação
  • Rotação
  • Inversão

6 – Análise

  • Aspectos físicos
  • Aspectos psicológicos
  • Aspectos semiológicos

7 – Evolução

8 – Possibilidades de aplicação

9 – As formas do espaço

10 – Movimentos da forma espacial

  • Translação
  • Rotação
  • Inversão

11 – Análise e evolução

12 – Possibilidades de aplicação

13 – Conclusão

DSC01766

DSC01767

Embora seja um livro um pouco mais técnico e prático ele possui uma leitura agradável e confortável, com explicações simples e objetivas de cada um dos fundamentos e conceitos ensinados. Dá para perceber a linguagem didática por trás do texto uma vez que Ivens Fontoura, o autor, é um professor.

Entende-se por decomposição a separação dos elementos ou partes componentes da forma. É a divisão em partes para exame e estudos delas mesmas e do todo, de preferência simultaneamente. – Ivens Fontoura

O que gostaria de ressaltar nesse livro e que considero ser o que torna ele tão especial é a qualidade e utilidade do conteúdo pois nele você vai aprender como criar uma infinidade de formas que você jamais imaginou, tive a oportunidade em um dos meus trabalhos recentes de poder aplicar essas técnicas e o resultado foi muito satisfatório tanto para mim quanto para o meu cliente.

Quando decidi utilizar o livro como referência estava justamente em um ponto onde nos encontramos frequentemente, ou seja, aquele momento em que as ideias parecem ter se esgotado e você se sente totalmente perdido e muitas vezes com um prazo apertado.

Capítulo recomendado

O capítulo que mais gostei e que com certeza preciso indicar é o 5, nele são apresentados uma série de técnicas que permitem que você crie novas formas a partir do corte das formas básicas e em seguida fazendo a movimentação das formas que foram geradas por esse corte.

Parece ser algo extremamente simples porém com efeitos altamente criativos, o capítulo é recheado de exemplos e referências visuais que tornam o aprendizado ainda mais fácil.

O movimento, após a decomposição da forma em duas ou mais partes, tem a finalidade de gerar situações como meio para a criação de novas formas – Ivens Fontoura

DSC01768DSC01773

É interessante que a medida que você começa a conhecer os movimentos ensinados no capítulo você começará a perceber essas mesmas técnicas em marcas e símbolos bastante conhecidos.

Enfim esse é um capítulo que não pode passar em branco no momento da criação e da busca de inspiração.

Concluindo

Fica então essa dica para o pessoal que curte formas geométricas, proporções e manipulação da forma, essa é uma excelente dica para quem quer aprimorar os seus resultados na hora de criar. Se você quiser saber mais sobre o livro ou adquiri-lo pode fazer isso através do site da editora Insight clicando no link abaixo:

»»» SAIBA MAIS SOBRE O LIVRO AQUI «««

Então é isso aí pessoal eu espero que vocês tenham curtido mais esse review e se você curtiu não se esqueça de compartilhar esse post com os seus amigos nas suas redes sociais ou então compartilhando o seu comentário com a gente dizendo o que achou.

E se você quiser acompanhar o meu trabalho pode fazer isso através das minhas redes sociais, especialmente  o Instagram e o meu portfólio no Behance.

Também quero convidar vocês a conhecerem o meu blog de design chamado Design Zero Um, lá eu compartilho artigos sobre design assim como eu faço aqui no Designerd.

Eu vou ficando por aqui, até o próximo post.

Escrito por Rafael Costa

Rafael Costa é designer gráfico freelancer especializado em lettering, ilustração e criação de marcas. É fundador do blog Design Zero Um e do canal no Youtube Corporação Criativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…